segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Meu primeiro lanche comprado no avião



Olá amigas, tudo bem?

Já comentei por aqui que estava de férias e fui passar uma semaninha em Natal. Pois bem, fazia tempo que eu não viajava de GOOL  e peguei um vôo de Belo Horizonte com conexão em São Paulo até chegar em Natal,  mais ou menos 4 horas dentro do avião sem escutar um aceita água, suco ou refrigerante senhora? Nunca senti tantas saudades da goiabinha.... rsrsrsrs! 

O que eles colocam na sua mesa é um cardápio com sugestões de sanduíches, bebidas frias e quentes, batatas Ruffles, Todynho e outras coisinhas desse tipo para você comprar,  se quiser!

Tudo bem que vocês devem estar achando que estou desatualizada, dizem que a GOOL começou a vender lanches já faz uns 6 meses... mas, confesso que achei um tanto estranho os comissários de bordo passando com máquinas de cartão de crédito e pegando em dinheiro, dando troco e pegando no lanche.... uma confusão de notas,  moedas e comida nas mãos de passageiros e funcionários!

Eu comprei uma batata Ruffles por 5 dinheirinhos. Vi uma senhora sentada a minha frente, que estava com dois filhos pagar 15 reais por uma batata Ruffles e dois Todynhos. Puxa... tudo bem que não é impossível de pagar, mas os preços são bem $algadinhos. Se de uma lado as passagens ficam mais baratas, por outro as companhias passam a cobrar pelos lanches mixurucas!

Existe cobrança também para reservar lugares próximos às saídas de emergência do avião, onde o espaço para as pernas é maior. Enfim, brasileiro paga por tudo mesmo né? Não existe gentileza, afago!

Alguém comentou comigo que outras companhias, como a Webjet também estão vendendo lanches. Sei que muita gente acha a medida positiva, se é para diminuir o valor das passagens e isso é legitimo pois a aviação no Brasil está democrática atingindo diferentes classes sociais.

Tudo bem que a criação das empresas aéreas do modelo "low cost, low fare" (baixo custo, baixa tarifa) e a implantação de medidas mais rígidas de segurança, especialmente depois dos atentados de 11 de setembro de 2001, nos Estados Unidos, resultaram em um novo estilo de voar. Mas confesso que estranhei de início a situação! O maior problema não é o "preço", notei que algumas pessoas, principalmente crianças que estavam nas fileiras no fundo do avião ficaram impacientes com a demora do atendimento.  Bom, imaginem servir os pedidos de cada um das primeiras fileiras tendo que dar troco e imprimir o recibo e servir, refrigerante, café, chocolate quente e tudo mais. Já que temos que pagar, sugiro que as companhias trabalhem para diminuir o tempo do atendimento, pelo menos.

No link abaixo tem fotos de como eram os vôos nas companhias brasileiras antigamente... muito legal!

Leia mais sobre isso clicando em: http://economia.uol.com.br/ultimas-noticias/redacao/2012/07/06/aviacao-fazer-lanche-a-bordo-pode-custar-r-20.jhtm


Para ilustrar e relembrar, algumas imagens:




Na Varig, quem viajava na primeira classe recebia um kit que incluía, entre outros "mimos", creme para as mãos e perfume francês (Foto: Eder Chiodetto/Folhapress)
As refeições eram servidas em louça e as bebidas, em taças, como nos voos Transbrasil em 1991 (Foto: Carlos Goldgreb/Folhapress)


No serviço de bordo da Transbrasil em 1991, petiscos e bebidas alcoólicas, como espumante e vodca (tudo incluído no preço da passagem)FotoCarlos Goldgrub/Folhapress

5 comentários:

Brunecas fashions disse...

Varig já teve seus tempos de luxo, foi tempo que as companhias aéreas tinham tanto cuidado com o bem estar dos passageiros... Os assentos tornam-se cada dia mais apertados e fora que a profissão de comissária já foi tão glamourosa, hoje tem umas tão desleixadas... Outro dia peguei um voo para SP que a aeromoça tava com a unha descascada, fiquei chocada!!!

Nathália Rafaela || Me+ disse...

Oii amore, acho muito chique essas kits de avião. Quando viajei só ganhei "Pit Stop" com refri. rsrs


Adorei conhecer seu blog, estou seguindo! Vem conhecer o meu e se gostar siga de volta. \o/

Beijos queridaa! <3



BLOG || FanPage || Instagram


Núbia Oliveira disse...

Wan, fui a BH no avião da AZUL ameeeei ao cubo o atendimento, os lanchinhos servidos e o fato de ter uma Tv para cada passageiro. Gosto de vijar pela TAm tb, mas a Gol sempre será minha última opção. bjs

Clê disse...

Bons tempos! Eu cheguei a fazer uma viagem de varig e foi muito agradável mesmo!A comida era muito boa, até hoje procuro a receita do suflê de espinafre deles!

Bela disse...

Odeio a GOOL.... Acho um absurdo vender lanche no avião.

Dá nojo pegar no dinheiro e no lanche.... eca!!!!!

Já pensou se todo mundo se levantar pra lavaras as mãos?????

Que bagunça!!!!