segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Sapatilhas


Olá amig@s, tudo bem?
Eu amo usar sapatilhas e tenho várias... uso para trabalhar ou passear. Nos últimos tempos cada vez mais elas ganham "status fashion" no cenário da moda e além de confortáveis ficam cada vez mais lindas.
As Sapatilhas se tornaram um grande símbolo de elegância e conforto nos pés de Audrey Hepburn. Na década de 50 ela adotou o sapatinho de balet como seu companheiro de todas as horas e logo, logo caiu nas graças das mulheres antenadas com Moda de sua época. Audrey é, sem dúvidas, um dos grandes ícones de Estilo de todos os tempos. Mas quer saber um pouco da história da sapatilha? 

As sapatilhas na história

Não, não foi uma francesa que introduziu as lindas flats no rol da fama. Foi a princesa italiana Catarina de Medicis, que casou-se com Henrique II rei da França no século XVI. Ela era apaixonada pelo Ballet e apresentou essa bela dança à Corte francesa, casamento perfeito da dança que ganhou seu lugar como arte. A história das sapatilhas se confunde com a história dessa incrível manifestação artística que é o balé.
 Sapatilhas no Ballet
1947 – Foi a francesa Rose Repetto que começou a trilhar o caminho mais badalado das sapatilhas. Ela tinha um filho, Roland Petit que era bailarino e coreógrafo e atendendo ao pedido do filhinho fez a primeira sapatilha. Feita à mão, foi batizada ballerine, assim nascia a queridinha dos bailarinos do mundo inteiro.
sapatilhas-repetto
1953 – Enquanto a princesa Ann, vivida por Audrey Hepburn se apaixonava pelo plebeu jornalista nas belas ruas de Roma, as mulheres de todo o mundo se encantava com as sapatilhas desfiladas por ela. No melhor estilo ballerine, as flats de Audrey foi mais uma das peças atemporais que amamos até os dias de hoje.
Sapatilhas por Audrey Hepburn
1956 – Outra francesa, tida como ícone de feminilidade e sensualidade, Brigitte Bardot, fez esse sapatinho se tornar um grande desejo nas mulheres do mundo de sua época. Ela encomendou com Rose Repetto uma sapatilha para no filme “E Deus Criou a Mulher”, enquanto a Juliete, personagem de BB, se decidia entre qual dos três homens iria ficar, as sapatilhas enfeitiçavam as ladys do globo. O filme chegou a ser banido em alguns países, algo que só empurrava a publicidade de BB para as alturas.
Sapatilhas por Brigitte Bardot
2005 – A sapatilha Repetto chega a um milhão de pares produzidos artesanalmente, confortável, romântica e feminina.
2007 – Para comemorar seus 60 anos, a grife organiza uma edição limitada com exemplares customizados por fãs célebres.
2009 – Celebridades recorrem cada vez mais às sapatilhas quando seus pés pedem descanso.
2011 – Até hoje mulheres do mundo inteiro fazem fila na porta da famosa butique em Paris, em busca de uma autêntica ballerine.
sapatilhas-repetto
sapatilhas-repettosapatilhas-repetto
Para saber mais sobre as sapatilhas francesas REPETTO, clique AQUI

7 comentários:

Núbia Oliveira disse...

Eu amo sapatilha, tenhos mais de dez e uso todos os dias, praticamente, deixo um salto alto no tarbalho para situações que necessitem rsrsrs

NANDA FERREIRA disse...

eu amo sapatilhas tenho varias e nem sabia sobre a historia delas bem bacana bjkas

Amandinha♥ disse...

Posts explicativos são sempre muito bons!

Beijos

Tainá H. disse...

Tbm amo sapatilhas , tenho varias ! ameeei o post .
Segue se puder:
nossoblogdemodaa.blogspot.com

Bela disse...

Que blog "cult"

Adoro esse tipo de informação, parabéns pela postagem e escolha do tema.

Bjus!

Bela disse...

Que blog "cult"

Adoro esse tipo de informação, parabéns pela postagem e escolha do tema.

Bjus!

Anônimo disse...

ӏ lονе Luсi E сigs

My sitе: green smoke coupon code